No correr dos dias

Onde me leva esta história, as tantas voltas que o sol já deu, as muitas mais a ver a lua a mudar de forma, os caminhos percorridos, e outros tantos sonhados, os olhares que já sondei, as mãos que já toquei, as palavras que já disse, e as tantas que calei. Onde me leva esta história, o pano branco, cru, o breu dos dias, as palpebras pesadas, o coração de menina, a mente a divagar, a alma a sibilar, o corpo a palpitar. Onde me leva este sonho, este voo, este grito, esta dança. Onde me levam estes pés, estas memórias, estas perguntas, estas cores. Onde me leva esta pressa, este silêncio, esta dor, este êstase, este suspiro, este calor, esta alegria. Onde me levam os meus dedos, olhos, boca faminta. Onde me levam os abraços, a quimica, a morte, o encanto. Onde me leva esta história quando não sobra nada, quando não falta nada?


Foto: http://mariajosejacinto.wixsite.com/photography

Posts Em Destaque
no-posts-feed.on-the-way
no-posts-feed.stay-tuned
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now