Poema à Deusa Menina

Os últimos ventos do inverno sopram já os Teus cabelos Soltando-os no céu azul dos primeiros versos E despertam a tua face fria, numa festa de partículas, numa dança.

Pelas águas frescas dos ribeiros, Pelas encostas verdejantes, salpicadas de amarelo e branco Pelas matas, pelas planícies, pelos vales, moves-Te em Graça Saltitando aqui e acolá, em mais uma flor, um blobo a rasgar a terra, ou no cálido leite das crias, E acordas a Terra... Debaixo de Ti move-se já a Vida, o ventre fértil da Mãe, Através de Ti, o Sonho ganha forma A promessa cumpriu-se e a Vida retorna Menina da Luz, Menina Luz.

MJJ

Posts Em Destaque
no-posts-feed.on-the-way
no-posts-feed.stay-tuned
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now